Solar Fotovoltaico - Proteja o meio ambiente enquanto poupa!

O que é?

Chama-se fotovoltaico ao tipo de painel solar usado para produzir energia elétrica a partir da luz solar. Difere de um painel solar térmico, cuja função é transformar energia solar em energia térmica, para aquecimento de águas. Mas para produzir eletricidade não chega um painel solar. Para que a eletricidade gerada seja aproveitada para os mais variados usos, um painel solar costuma ser acompanhado de um inversor de corrente em corrente alternada e de um quadro elétrico. A este conjunto chama-se sistema fotovoltaico.

 

 

 

Como funciona?

O principal componente de um painel solar é o silício. Este é o componente base das células solares: células muito finas, constituídas por uma "fatia" de silício e pistas coletoras que recebem a luz solar. Tudo começa com a incidência da luz solar nas células solares. Esta luz é composta por partículas minúsculas (fotões), que possuem energia e criam tensão elétrica ao embater nos painéis. É aqui que o silício entra em ação. Este elemento químico é um semicondutor: tem algumas propriedades dos metais, que conduzem energia e também algumas propriedades dos materiais isolantes.

Ao entrarem em contacto com os painéis, os fotões transferem a sua energia para os eletrões presentes no silício forçando a sua deslocação. Este fenómeno denomina-se “efeito fotovoltaico”.

A eletricidade produzida pelos painéis está em corrente contínua o que não permite que seja usada pelos eletrodomésticos e demais equipamentos elétricos da sua casa. Por isso, os sistemas fotovoltaicos estão ligados a um inversor – equipamento elétrico que converte a corrente contínua em corrente alternada – instalado entre os painéis e a rede elétrica. A partir do momento em que é convertida em corrente alternada e injetada na rede, pode ser usada normalmente para fazer funcionar eletrodomésticos e acender lâmpadas de sua casa.

 

 

 

Como selecionar?

Com a nova legislação, que entrou em vigor a 19 de Janeiro de 2015, tornou-se mais fácil e económico ter acesso a soluções de aproveitamento de energia solar para consumo próprio.

Atualmente, soluções até seis painéis fotovoltaicos (até 1500W) não necessitam de licença. Nas instalações de 200W a 1500W, basta comunicar à DGEG - Direcção Geral de Energia e Geologia, não tendo qualquer tipo de custo. Meramente nos casos de produções anuais superiores a 1500W será necessário um registo.

Previamente à escolha de um sistema fotovoltaico, tenha em consideração o seguinte:

 

Painel Solar

  • Eficiência acima de 15% e baixo coeficiente de temperatura (faz com que o seu painel funcione bem em dias quentes, onde normalmente ele perde um pouco da sua eficiência, devido à alta temperatura das células)
  • Origem de fabrico dos painéis e das células e Certificação IEC 61215
  • Garantia de produto superior a 10 anos e de desempenho linear até 25
  • Verificar a potência real: pedir à empresa instaladora o “flash report” (relatório com as características elétricas individuais de cada painel à saída do fabrico)
  • Comparar as características elétricas e mecânicas. As tolerâncias de potência dos painéis devem situar-se, no mínimo, entre ±5 por cento. Relativamente ao valor da queda de tensão por temperatura, compare, pois aqui pode facilmente perder-se 20% de potência.

 

 

 

Inversor

  • Eficiência acima de 96% e garantia de 5 anos ou mais
  • Escolher sempre um inversor certificado pela DGEG – Direção Geral de Energia e Geologia

 

 

Quais os benefícios?

A questão ambiental é cada vez mais importante. Num país como Portugal, um dos países da Europa com mais exposição e horas de sol, a energia solar é das melhores alternativas. Substituir o recurso a combustíveis fósseis (poluentes e limitados) por energias renováveis será, por isso, cada vez mais imperioso.

Hoje em dia, se repararmos bem, grande parte dos equipamentos que utilizamos no dia-a-dia são elétricos, sejam eles de uso doméstico ou de utilização pública. O consumo de eletricidade tem por isso vindo a crescer e a procura de alternativas torna-se imperativo!

Genericamente, podemos referir os seguintes benefícios:

 

  • A energia solar é limpa, não gera poluentes.
  • É gratuita, não tem custos de consumo.
  • É utilizada onde é produzida, não necessita de redes de distribuição ou recursos de transporte.
  • Pode ser associada a outras soluções para reduzir os custos de consumo em diversos sistemas de climatização
  • Pode ser dimensionado de acordo com as necessidades de consumo
  • Os residentes em moradias poderão, mais facilmente, poupar na conta da luz
  • Podem ser instalados até seis painéis fotovoltaicos sem necessidade de obter licenças ou de qualquer custo adicional;
  • A energia produzida é canalizada automaticamente para consumo próprio, sendo que as poupanças se verificam pelo facto de não se recorrer na totalidade à energia de terceiros
  • O excedente pode ser vendido à rede nacional pelo preço praticado no mercado grossista

 

Quanto pode poupar?

Na imagem abaixo pode ver em quanto tempo um sistema fotovoltaico se paga e quanto pode poupar anualmente:

 

 

 

Onde comprar?

O obras360 comercializa uma gama completa de soluções de sistemas fotovoltaicos.

 

 

 

Ler mais:  Solar Térmico

Ao continuar a navegar estás a consentir a utilização de cookies que melhoram a sua experiência de navegação. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Consulte a nossa Política de Cookies

Tem a certeza que deseja apagar?